Jogadores PT

A derrapagem que o foi parar ao Benfica.

Antigo guarda-redes do Benfica, Artur trocou o SC Braga pelos encarnados em 2011, mas podia muito bem ter terminado no outro lado da 2.ª circular, no eterno rival Sporting.

“O Sporting queria-me. Conversei com o Carlos Freitas [diretor de futebol do Sporting na época]. Na minha opinião, ele ficou um bocado… deu uma derrapada na abordagem. E na derrapada dele chegou o Benfica e levou-me. Tinha conversado com o Carlos, mas depois o Benfica chegou e não teve como segurar. Não deu tempo. Foi o timing do negócio”, afirmou o brasileiro.

«Depois dos jogos da Liga Europa era uma loucura. Acordava cedo e o telefone começava a tocar. Eram clubes de toda a Europa atrás de mim. O PSG queria-me e não era o dos árabes. No dia da final da Liga Europa, à tarde, estava no meu quarto e ligou-me o Galatasaray», contou ainda.

Num encontro em SC Braga e Benfica, Artur percebeu a dimensão dos encarnados. «Eu não tinha noção do que era o Benfica. Mas na meia-final da Liga Europa [pelo SC Braga, contra o Benfica] estávamos a passar no Bom Jesus, junto ao hotel do Benfica, e estava uma grande confusão, uma multidão. Ao meu lado estava o Sílvio, que já tinha jogado no Benfica, e perguntei-lhe: ‘o que é que isto?’. E ele: ‘isto é o Benfica’. Vi o tamanho daquilo e percebi que o Benfica era grande.»