Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

A família Conceição em êxtase pós vitória

A família Conceição em êxtase pós vitória

A saber, o 3 x 2 do FC Porto teve dedo da família Conceição. Decerto, aos 87 minutos, Sérgio Conceição olhou para os suplentes e decidiu colocar Francisco, o Chico, seu filho. O camisa 10 do Dragão, em dois minutos, marcou o golo da virada e deu a liderança para a equipa. Na comemoração, um abraço demasiado emocional entre pai e filho. Entretanto, os dois fizeram questão de pontuar que, dentro do relvado, são treinador e jogador:

Francisco Conceição falou aos microfones ao fim da partida e contou como foi a sensação do golo e a relação com seu pai/treinador:

“Na primeira parte o jogo tornou-se difícil, não estávamos no ritmo normal, mas ao intervalo corrigimos e na segunda parte mostrámos toda a nossa qualidade e tudo o que podemos fazer. A liderança com mais três pontos não muda nada, é continuar jogo a jogo a lutar pelos três pontos. Festejei com o treinador como festejei com todos os meus colegas. Ficou patente o nosso espírito de grupo e temos de continuar assim para no fim sermos campeões”.

Sérgio também alinhou as palavras de Chico

Decerto, quando também foi perguntado sobre o abraço ao filho, Sérgio Conceição disse que o abraço foi a um jogador do plantel que decidiu um jogo. Sem proteger o filho, o treinador elogiou a atuação do jovem, mas sem tratar com algo especial:

“Francisco fez o trabalho dele. Marcou o golo que deu a vitória. Noutros momentos, dei esse abraço a outros jogadores. Dou aquele abraço sentido a ele e a qualquer outro, principalmente, quando se dedicam ao jogo, com determinação e ambição. Não se ganha sempre, mas quando se vê tudo aquilo que se viu na segunda parte… Eles sabem que há um treinador que lhes reconhece esse mérito”.

Foto destaque: Reprodução/FC Porto