Jogadores PT

ARREPIANTE: Adepto adia a sua morte para ver sua equipa pela última vez (VÍDEO)

Laurenzo Schoonaert, é um adepto do Club Brugge, e morreu na passada segunda-feira à noite, ao receber uma injeção letal que marcou o final de uma vida de sofrimento. Aos 41 anos, Laurenzo sofria de uma doença terminal: Em meados de 1990, um acidente de trabalho deixou Lorenzo Schoonbaert com algumas vértebras fraturadas. Na altura, ele pesava mais de cem quilos e recorreu a vários tratamentos para recuperar a vida sua normal. Porém, esses tratamentos trouxeram-lhe também um cancro que atacou todo o seu organismo de forma irreversível… Desde aí, este adepto ficou condenado, e só nos últimos 20 anos, foi submetido a 37 cirurgias. Mas antes de morrer, Laurenzo tinha um desejo: ver a sua equipa pela última vez.

Um dia antes do seu último dia, no domingo, o sonho de Laurenzo concretizou-se. O Estádio Jan Breydel, casa do Club Brugge, teve casa cheia e perante 20 mil espetadores, Laurenzo subiu ao relvado acompanhado da sua filha de apenas 7 anos, e receber uma tremenda ovação dos adeptos que exibiram uma tarja onde se lia “YNWA, Lorre” (You’ll never walk alone, Lorre). Deu o pontapé-de-saída no encontro frente ao Mouscron no encontro da 28ª jornada da Liga Belga, e viu o jogo num camarote, onde vibrou bastante com os golos de Izquierdo (50), De Sutter (52) e Simons (87).No final da partida, teve ainda oportunidade de ir até ao balneário do Club Brugge, que é o atual líder do campeonato Belga, orientado pelo ex-Benfica Michel Preud’homme, para cumprimentar todos os jogadores. Em declarações à imprensa, Laurenzo diz estar «incrivelmente feliz. A minha filha irá recordar-se deste dia para sempre. Cumpri o o meu último sonho, agora posso morrer em paz. Vou celebrar no céu».

Laurenzo aproveitou o facto de a eutanásia ser legal na Bélgica e a sua morte foi anunciada pela sua famíia na noite de segunda-feira, através de uma mensagem publicada no facebook: “Vamos olhar para o céu e ver uma estrela que brilha. Ele será sempre amado, valorizado e sentiremos a sua falta. Foi um bravo até ao último minuto”. Antes de morrer, Laurenzo pediu à família para escrever esta nota na mesma mensagem do facebook: “Obrigado a todos os fãs dio Club Brugge pela inacreditável ovação de pé naquele jogo. ´You´ll never walk alone` (nunca caminharás sozinho)”.