Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Darwin e golos como ketchup

Darwin e golos como ketchup

A saber, autor do único golo da partida, Darwin Nuñez esteve a falar ao fim do confronto de 1 – 0 frente ao Marítimo. O avançado uruguaio, dono da artilharia do torneio, comentou sobre o tento logo aos 2 minutos e toda a importância de vencer o jogo. Darwin ainda comparou os golos com ketchup, de forma bem divertida:

“Foi um jogo muito difícil, o Marítimo fechou-se bem na defesa. Fomos melhores mas a época ainda não acabou, temos de trabalhar para corrigir os erros que cometemos e preparar o jogo com o FC Porto. O golo cedo deu confiança à equipa, a sorte tem estado comigo e tenho de aproveitar. Os golos são como o ketchup, quando queremos um bocadinho sai logo muito, quero continuar assim mas o mérito é, sobretudo, da equipa”.

Veríssimo também esteve a falar sobre jogo

Portanto, o treinador Nélson Veríssimo também esteve a comentar sobre a partida. Na opinião do comandante, a expulsão do jogador rival ajudou no controle da vantagem do Benfica:

“Fizemos um bom jogo, era importante dar resposta ao empate em casa com o Famalicão. Sabíamos que seria um jogo difícil, o Vasco Seabra tem feito um excelente trabalho, basta ver a recuperação que fizeram na tabela. Acabámos por tornar o jogo mais fácil com o golo cedo e dominámos Depois, a expulsão do Marítimo, em certa medida, facilitou a nossa tarefa. Fomos criando oportunidades para dilatar o resultado, desmontámos a estrutura defensiva do Marítimo mas houve demérito na finalização mas fomos criteriosos a chegar lá. O resultado foi justo e agora é recuperar e pensar no próximo jogo”.

Agora, os Encarnados encaram no FC Porto, na Luz. Decerto, o confronto poderá ser o jogo do título para os rivais e por isso, o dérbi tem contornos de final também ao Benfica. Não se quer ver comemorar a taça, por um rival, dentro de seu relvado.

Foto destaque: Reprodução/Benfica