Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

FC Porto escorrega na Madeira e deixa 3 pontos pelo caminho

O FC Porto deslocou-se até à Madeira, para defrontar o Marítimo, em partida a contar para a 18º jornada da primeira liga, num encontro onde os azuis e brancos eram favoritos. Porém, favoritismo não é sinónimo de vitória, e os dragões acabaram mesmo por escorregar frente aos madeirenses que venceram o encontro por uma bola a zero.

Com Cristian Tello no branco de suplentes e Quaresma numa ala e Quintero na outra, foi este último que ameaçou mais cedo no jogo, logo aos 25 minutos com um remate colocado a passar perto da baliza de Salin. Logo de seguida, foi a vez de Quaresma arrancar pela esquerda, e ramatar para defesa do francês.

Pouco depois, aos 32 minutos, foi o Marítimo que chegou ao golo, com João Diogo a cruzar na direita e a bola a sobrar para Bruno Gallo que fez um fantástico remate de primeira para o fundo das redes de Fabiano. Assim foi feito o único golo do encontro.

Ainda antes do invervalo, Quaresma tentou colocar os dragões em vantagem com um remate de trivela, mas Salin defendeu bem. O FC Porto dominou o jogo e manteve a posse de bola, mas começaram a segunda parte ainda em desvantagem.

Na segunda parte, a história começou de novo: o FC Porto com bola controlando o jogo, mas faltava creatividade para furar a defesa madeirense. Aos 54 minutos, Quaresma reclamava uma grande penalidade após sofrer toque de Raul Silva, mas João Capela, árbitro do encontro, nada assinalou.

O FC Porto insitia para chegar ao empate, mas o guarda-redes Salin foi um grande opositor. O guardião francês negou o golo aos “dragões” aos 55 minutos, com uma dupla defesa a remates de Casemiro e Indi. Aos 63′, Cristian Tello recebeu do lado esquerdo e atirou ao poste da baliza do Marítimo. Na recarga, Quaresma atirou para uma grande defesa de Salin. Estava montada uma muralha naquela defesa.

Já com Gonçalo Paciência em campo, aos 77 minutos, Raul Silva foi expulso após falta sobre o estreante avançado do FC Porto, levando o 2º amarelo e deixando a equipa do Funchal reduzida a 10 unidades.

Mesmo com um FC Porto bastante ofensivo e um Marítimo a jogar com 10 jogadores, os dragões não conseguiram evitar a derrota nos Barreiros.

Se o Benfica vencer o seu encontro amanhã (segunda-feira), aumenta para uma vantagem de 9 pontos sobre os dragões, e mantém a vantagem de 10 pontos para o Sporting.
O FC Porto segue em 2º lugar com mais um ponto que os leões.