Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Jogadores do FC Porto ainda vibram a vitória no clássico

Jogadores do FC Porto ainda vibram a vitória no clássico

A saber, os jogadores do FC Porto vibraram demais com a vitória sobre o Benfica. O 3 x 1 no clássico deu aos Dragões, mais uma vez, a liderança do torneio, com 44 pontos. O médio Otávio pediu desculpas pela falha em um dos golos, mas agradeceu o empenho da equipa e vibrou demais pela vitória:

“É tudo mérito da equipa. Falhei um golo que podia ter matado o jogo, mas foi o trabalho da equipa que nos levou à vitória. Tivemos a mesma entrega do jogo da Taça e conseguimos vencer. Há confiança em todos os jogadores. Os jogadores que entraram fizeram golo, é a força do nosso plantel, queremos continuar assim. Sabíamos que ia ser outro jogo, completamente diferente, mas nós trabalhámos para nós, para a nossa equipa. Focamo-nos em nós, fizemos um grande trabalho e agora é descansar e passar bem o ano, que já temos outro jogo no outro fim de semana. Numa falha coletiva, sofremos o 2-1, e com um a mais controlámos o jogo, fizemos o 3-1 e podíamos ter feito mais. Eram dois jogos complicados, estamos habituados a jogá-los, estamos contentes pela vitória e agora vamos descansar.”

https://www.youtube.com/watch?v=0-usZsUTMM8&t=4s

Fábio Vieira a vibrar com golo e vitória do FC Porto

Decerto, autor de um dos golos na partida, o médio Fábio Vieira vibrou demais com sua atuação no clássico. Aos 21 anos, o jogador vem se estabelecendo no plantel principal:

“É um sentimento fantástico. Queríamos terminar o ano a ganhar, é uma vitória fantástica perante os nossos adeptos. Sabíamos que ia ser um jogo muito diferente do último, mas se nos mantivéssemos fiéis a nós próprios, íamos sair felizes. Não existiu confiança a mais, sabíamos que este ia ser muito mais complicado e foi. Conseguimos marcar o primeiro golo, fomos muito superiores ao Benfica em todos os aspetos e fomos uns justos vencedores. Foi um ressalto do lado direito, consegui dominar a bola para frente, chutei forte e, como se diz, quase que fechei os olhos e rematei à baliza com muita confiança que podia marcar.

Ajudei a equipa e estou muito contente. Senti-me bem, todos trabalhamos para ter oportunidades, sou mais um para ajudar, o mister depositou confiança em mim e no Pepê, mas se o fizesse noutros jogadores a resposta seria a mesma. Somos um grupo muito forte e vamos continuar assim até ao fim. É uma sensação que ainda não havia tido, ouvir os adeptos a entoar o meu nome. Marquei o meu primeiro golo aqui sem adeptos e marcar com eles é uma sensação fantástica. Acima de tudo, é uma grande vitória da equipa e seguimos para 2022 em primeiro e é isso que nos interessa.”

Foto destaque: Reprodução/FC Porto