Jogadores PT

Marchesín na defesa do título

O dragão está menos seguro do que na temporada passada, há pontos que o explicam e números de permeabilidade que o suportam. Já foram consentidos 19 golos em 20 jornadas, e esse foi o registo permitido aos adversários em 2019/2020. Sinais preocupantes de um processo defensivo que nunca se consolidou na época em curso, cenário já algumas vezes aflorado por Sérgio Conceição. Mas, no meio de uma defesa que ficou algumas vezes com orelhas a arder, Marchesín, não isento de um ou outro descuido, escapa ao banco dos réus, até porque chega ao clássico com o Sporting como figura determinante numa réstia de esperança para o título, depois de ter sido absolutamente gigante na Madeira, salvando a equipa de um desaire diante do Marítimo, com defesas de altíssimo grau de dificuldade em momento sensível do encontro. Não marcou pela segunda vez a equipa do Funchal, marcou o FC Porto, por Otávio, na cobrança de um penálti. Marchesín foi elevado a figura do jogo, exibindo ainda créditos para uma das defesas da jornada, negando o golo certo a Léo Andrade.

O internacional argentino, ávido consumidor de títulos por onde passa, já se percebeu há muito que assumiu a baliza dos dragões para reinar. É uma liderança com voz, que pode ser mais serena ou mais furiosa, em função das emoções do jogo e dos companheiros. Felino e ágil nos reflexos, resolve problemas e estabiliza afrontas com destreza. Nos Barreiros teve uma exibição de raro estofo numa equipa que jogava já sobre brasas, temendo ver o título irremediavelmente perdido. Foi uma defesa de líder e uma defesa de sobrevivência.

Agora dele se esperam mais intervenções que honrem a defesa do título, nada fácil para os dragões. O jogo com o Sporting é um teste à equipa e à sua capacidade de projetar uma feroz reaproximação à frente. Na baliza está alguém que terá de conter os argumentos do líder, mesmo que visite a baliza azul e branca numa narrativa cínica e fria. Marchesín nunca perdeu para leões e águias, contando cinco vitórias e dois empates, ambos em jogos da Liga esta época, conseguindo um impressionante registo de quatro vitórias em outros tantos jogos do Campeonato, um pleno diante dos crónicos rivais em 2019/2020.