Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

«Quis matar o Silvino» – José Mourinho

O dia de ontem para o Chelsea de José Mourinho foi óptimo. Os “blues” conquistaram a Taça da Liga ao baterem o Tottenham por 2-0.

O dia estava com as 24 horas planeadas, como José Mourinho gosta de fazer, e a estratégia do técnico português, era fazer com que os seus jogadores, tirassem da cabeça o jogo do Manchester City em Liverpool. O objectivo de Mourinho era que os seus jogadores tivessem totalmente focados em Wembley, e por isso, não permitiu a existência de televisores perto dos jogadores.

José Mourinho parecia ter tudo sob controlo, e começou por dizer que: «Para ser um dia perfeito tínhamos que vencer a final. Tinha preparado os jogadores para uma missão impossível que consistia em abstraírem-se do resultado do Manchester City, ignorando-os. Não queria televisões no hotel nem no autocarro. Disse-lhe que não queria nenhum tipo de manifestação de alegria ou desapontamento se o Manchester City marcasse no último minuto ou se o Liverpool ganhasse. Queria silêncio completo»

«Estava tudo a correr bem quando um membro da minha equipa técnica, o Silvino, entra no autocarro. Queria matá-lo por ter quebrado as regras. O campeonato ainda está em aberto e nós temos jogos difíceis para realizar, tal como Manchester City e o Manchester United que ainda estão na corrida pelo título», disse o técnico.

A vitória do Liverpool sobre o City não surpreende José Mourinho .«Esperava que o Liverpool ganhasse porque o Brendan está a construir uma equipa fantástica» finalizou o técnico do Chelsea.