Jogadores PT

Novo filho de Mourinho já antigo.

Benni McCarthy não esquece o FC Porto e os dragões nunca esquecerão o avançado sul-africano que de azul e branco conquistou a Liga dos Campeões, uma Taça Intercontinental, dois campeonatos, uma Taça de Portugal e duas Supertaça Cândido de Oliveira. Em entrevista ao The Athletic recorda também a intensa relação com José Mourinho.

A ligação teve duas etapas, a primeira em 2001/2002, ainda com Octávio Machado como treinador, a segunda com José Mourinho, no início de uma caminhada triunfal na Europa e dentro de portas.

«Cheguei ao FC Porto em 2001 em má forma. Marquei na minha estreia e vencemos, mas depois o treinador [Octávio Machado] foi despedido. Não queria acreditar que o homem que me tinha levado para lá tinha sido demitido. Chegou então o jovem José Mourinho para o substituir e disse-me: ‘Benni, conheço-te, já te vi. És um jogador fantástico e vais ser o meu homem. Sempre me disse que podia falar com ele. E eu pensei incrível, isto nunca tinha acontecido comigo na Europa. Tratou-me como um filho e pensei ‘não o posso dececionar’», acrescentou ainda o internacional sul-africano, que na época seguinte teve de voltar ao Celta de Vigo, clube que o tinha emprestado ao FC Porto.

Mas regressou ao Dragão em 2003/2004, gloriosa temporada em que os dragões conquistaram a Liga dos Campeões, tendo McCarthy entrado aos 78 minutos do jogo da final, que terminou com vitória por 3-0 frente ao Mónaco.

O sul-africano revelou ainda que quando estava no Blackburn Rovers esteve para ser contratado pelo Chelsea de Mourinho.