Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

O documento que condicionou a mudança de Danilo para o Sporting

Danilo já tinha tudo acertado para ir para o Sporting, mas as exigências de Carlos Pereira (presidente do Marítimo), de última hora, em relação a este negócio, condicionaram a mudança do internacional português para o Sporting, segundo avança o jornal “Record”.

O contrato entre o Marítimo e o jogador, em 2013, [documento no fim da notícia], ficou acordado entre o clube da Madeira e os representantes do jogador, que indicavam que no caso de Danilo Pereira se transferir para outro clube, o Marítimo teriam de pagar à Onkant AB (empresa que reresenta o jogador), 30% do passe, por compensação financeira… E foi aqui que apareceu o impasse para impedir a mudança do jogador para Alvalade.

Danilo iria rumar a Alvalade a troco de 4 milhões de euros, ou seja, o Marítimo teria de pagar 1,2 milhões de euros à empresa representante do jogador… Mas segundo o jornal “Record”, o dirigente dos insulares só estava disposto a “desembolsar” 500 mil euros aos representantes do médio português, e pediam que o Sporting pagasse os restantes 700 mil euros, algo que Bruno de Carvalho rejeitou, uma vez que alega ter negociado os termos do processo com o Marítimo, e que as negociações com terceiras partes eram exclusivamente do Marítimo, o Sporting nada estava relacionado com tais acordos.

Neste processo todo, aparece o FC Porto, que está disposto a pagar a percentagem diretamente aos empresários de Danilo… O Sporting já tinha chegado a acordo com o Marítimo há 3 semanas atrás, e a acordo com o jogador a semana passada, mas os dragões estiveram sempre atentos ao negócio, e assim que surgiu um impasse, resolveram “atacar”… Posto isto, os dragões ficam na frente do negócio.

ngCBB4BC1C-9E20-4976-9B27-798BEDB5855A