Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Rojo assina pelo Man. United e Nani no Sporting

O Sporting clube de Portugal emitiu um comunicado no qual “informa ter chegado a acordo com o Manchester United para a aquisição, a título definitivo, dos direitos desportivos e 100% dos direitos económicos do jogador Marcos Rojo, pelo valor total € 20.000.000,00 (vinte milhões de euros), pagos em três prestações: € 10.000.000,00 pagos de imediato e duas prestações de € 5.000.000,00, cada, pagas em 1 de Dezembro de 2014 e 1 de Julho de 2015.

Do valor acima referido e de acordo com o contratualizado, serão pagos ao Spartak de Moscovo € 4.000.000,00, em proporção dos valores recebidos pela Sporting SAD do Manchester United.

Mais se informa que o referido acordo prevê ainda o direito da Sporting SAD a receber 20% da mais valia numa futura transferência do jogador por montante superior a € 23.000.000,00.

Em simultâneo a Sporting SAD chegou ao acordo com o Manchester United para a cedência temporária, livre de encargos, para a Sporting SAD do atleta Nani, até ao final da época 2014/2015.”

O extremo internacional português, era para ser apresentado esta tarde, no treino das 17h, mas não compareceu devido a problemas aeronáuticos, chegando assim a Lisboa, por volta das 23h.

O clube de Alvalade adianta ainda que:

“Em relação à Doyen Sports Investments Limited, e em consequência da resolução com justa causa do contrato celebrado com esta entidade para a comparticipação dos direitos económicos do Jogador, a Sporting SAD informa que restituirá, de imediato, à Doyen o valor investido por esta entidade, nos termos legais.

Com esta operação, o Conselho de Administração da Sporting SAD comunica que pretende afectar, em termos legais a definir, 9 milhões de euros à construção do Pavilhão do Sporting Clube de Portugal, continuando a Missão Pavilhão em funcionamento até ser angariado o valor de 1 milhão de euros.

O concurso de adjudicação para a construção do Pavilhão está na fase de conclusão, prevendo –se que as necessárias autorizações dêem entrada nas entidades competentes, designadamente na CML, com a maior celeridade, para que o início da construção do novo Pavilhão do Sporting seja uma realidade o mais breve possível.”