Jogadores PT

Pablo Zabaleta não se decide entre Ronaldo e Messi!

Pablo Zabaleta chegou ao Manchester City em 2008 no mesmo ano em que o clube foi adquirido pelo Abu Dahbi United Group, uma companhia de investimentos que iniciou então uma série de contratações milionárias para o clube.

O defesa argentino recordou o processo e como no balneário se faziam apostas sobre as ‘estrelas’ que podiam reforçar os citizens.

«Dez dias após a minha chegada, pessoal de Abu Dhabi confirma a compra do clube. Quatro dias depois investem 40 milhões em Robinho [n.d.r. à data a transferência mais cara da história da Premier League]. E começo a pensar: ‘O que vai ser de mim? Nem seis meses vou durar no clube», começou por lembrar em entrevista ao jornal La Nacion.

«Para os jogadores isso foi motivo de piadas. Nos tempos livres, no balneário, perguntávamos quem podiam contratar a seguir. Messi? Cristiano Ronaldo? Todos riam à grande», adiantou, antes de evocar a realidade do plantel na altura:

– Havia três, quatro jogadores com uma carreira relativamente boa, como o avançado Wright Phillip ou o lateral Danny Mills. O resto eram miúdos como eu, o guarda-redes Joe Hart ou o holandês Nigel de Jong. Mas nasceu uma sensação de ‘novos-ricos’ e, apesar de sabermos que iriam chegar jogadores importantes, não sabíamos o quão grande seria essa contratação ou se seríamos incluídos no negócio. Podia ser um capricho.

Zabaleta, atualmente com 35 anos e ao serviço do West Ham, acabou por ficar nove temporadas no Manchester City (2008-2017), tem visto o clube fazer grandes investimentos em contratações de jogadores como Carlos Tévez, Yaya Touré, Emmanuel Adebayor, Mario Balotelli, entre outros.