Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Palco para final está pronto e apto para receber adeptos

Palco para final está pronto e apto para receber adeptos

A saber, o Federação de Portugal garantiu o estádio Nacional estar apto para receber a final da Taça, entre FC Porto e Tondela. Decerto, o jogo tem um risco alto em garantias de segurança, pela alta procura de adeptos e turistas. A partida marca o fim da época do futebol no país 21/22.

Portanto, a polícia local falou sobre todas as medidas de segurança e garantiu que tudo irá fluir de forma natural:

“A PSP assenta este policiamento em três princípios basilares: mobilidade, alta visibilidade e pouca intervenção ou nenhuma. A intenção é que a Taça de Portugal seja uma festa. Pedimos para seguirem os nossos conselhos, que usem e abusem dos transportes públicos, que os que venham de carro estacionem convenientemente, não tragam valores, tenham cuidados relativamente à autossegurança e organizem a deslocação com base no setor onde assistirão ao jogo: na parte sul ficarão os adeptos do FC Porto (parque 1) e na parte norte os do Tondela (parque 3)”.

O pedido de bom comportamento

Decerto, apesar das garantias do bom trabalho, a polícia pediu que os torcedores se comportem. Em suma, está em proibição o uso de aparelhos pirotécnicos, como luzes e fogos:

“Pedimos que tenham comportamentos de fair-play e respeito entre adeptos, abstendo-se de fazer utilização de material pirotécnico», prosseguiu em conferência de Imprensa no Jamor, antes de questionada sobre os incidentes nos festejos do título do FC Porto (que resultou na morte de um adepto): «Estamos atentos, estamos em crer que as situações estão bem dirimidas, estamos em permanente contacto com os adeptos, em constante avaliação do risco. Teremos as valências todas da unidade especial da polícia (…) Não há histórico de conflitos entre os clubes, estamos em crer ao nível do posicionamento não levantará grandes problemas, mas temos a nossa tática, que é a segregação de adeptos, sobretudo dos que são de risco”.

Foto destaque: Reprodução/FPF