Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

«Quando joguei no Benfica, senti que algo corrupto se passava»

Antigo jogador do Benfica, deu uma entrevista recentemente, e falou da atualidade do clube encarnado, e ainda da altura em que por lá passou, alegando que sentia que «algo corrputo se passava».

Em entrevista ao jornal O Jogo, Kikin Fonseca, o único mexicano que até hoje vestiu a camisola do Benfica, chegou à Luz em 2006, e nunca conseguiu afirmar-se.

«Veio o José Veiga ao México buscar-me e, no início eu nem entendi por que razão não jogava. Deram-me muito pouco tempo, mas mesmo assim, ainda marquei três golos. Depois disso, apareceu-me um representante croata a dizer que conhecia o treinador da altura, que era Fernando Santos. E ele disse-me: “Vais ser prejudicado se não me deres 300 mil euros”, e eu respondi-lhe: “Repara numa coisa: O José Veiga é que foi ao México buscar-me!”… E o representante croata disse-me que foram eles que me levaram para o Benfica, por isso queriam 300 mil euros…. Não sei se o José Veiga tinha algo a ver com isto, ou se estava feito com eles, só sei que não jogava… Fui falar com o Fernando Santos e disse-lhe: “Veio ter comigo um indivíduo a pedir que eu lhe dê 300 mil euros, ou então tu vais-me prejudicar”. E o mister respondeu que não se metia nessas coisas… Depois disso, só não me metiam a jogar, como ainda me tentavam desgastar: por exemplo, metiam-me a treinar sozinho à tarde, enquanto o resto da equipa treinava de manhã. Depois já me queriam transferir para o Hamburgo. Mas sentia que algo de corrupto se passava. Quase que me pediram dinheiro para eu poder jogar».