Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

“Queria assinar pelo FC Porto, mas o meu pai não deixou”

Não é segredo que no mercado do verão, o FC Porto estava a procurar diversos jogadores para a frente de ataque, principalmente pela saída de Jackson Martinez para o Atlético de Madrid.

Julen Lopetegui ficou agradado com as exibições de Kelechi Iheanacho no Mundial sub-17 e pediu a sua contratação a Pinto da Costa. Porém, o jogador nigeriano recusou rumar a invicta, devido a influência do pai, e acabou por assinar pelo Manchester City, onde já leva dois golos na Premier League em poucos minutos de utilização.

«Estive perto de assinar pelo FC Porto, para onde eu realmente queria ir, mas o meu empresário disse-me que o City me dava mais perspetivas de desenvolvimento e o meu pai convenceu-me também que devia assinar pelo City porque iria ter mais futuro», contou.

«Ninguém sabe o que vai acontecer no futuro, mas o City é um clube tão grande, com tantos jogadores fantásticos, que eu não acreditei que poderia ter um lugar aqui. Mas o meu pai acreditou e deu-me a confiança que eu precisava. Agora estou feliz por ter seguido o conselho dele.»