Jogadores PT

Reclamação sobre caso de Miguel Rosa e Deyverson foi aceite e reaberto

O conselho de disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, segundo o que foi tomado público, revogou a decisão da Cmoissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga de Clubes de arquivar a reclamação apresentada pelo Sporting sobre o caso de Miguel Rosa e Deyverson, do Belenenses.

Em causa da reclamação, está a não utilização dos jogadores Miguel Rosa e Deyverson no jogo da 12ª jornada entre Benfica e Belenenses a 6 de dezembro de 2014.

Ambos os jogadores, foram contratados ao Benfica, e estão vinculados ao Beleneses por contrato, que suporta 100% dos seus vencimentos e não apresentavam qualquer problema físico que impossibilitasse a utilização dos atletas nesse jogo.

«São dois jogadores do Belenenses, sob contrato, e é o Belenenses que lhes paga, exclusivamente, o salário. O Benfica tem uma cláusula de recompra fixada. Há até um contrato assinado que entra em vigor imediatamente se o Benfica acionar a opção», disse, na altura, o presidente da SAD do Belenenses, Rui Pedro Soares.

O dirigente do clube de Belém, lembrou que o assunto foi falado durante toda a semana que antecedeu a partida e revelou que a decisão surgiu de uma opinião que apareceu há alguns anos, no sentido de que “jogadores com este tipo de contratos com outros clubes não deveriam jogar quando os defrontassem”.

Rui Pedro Soares chegou mesmo a invocar a opinião do antigo treinador do Belenenses, Marinho Peres, que ia no mesmo sentido, e revelou que a decisão foi “tomada por toda a estrutura” da SAD.

«Discute-se a questão de não jogarem, mas eu pergunto: e se algum tivesse sido expulso ou falhasse uma grande penalidade?», questionou Rui Pedro Soares.