Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Ronaldo e André Silva na lista dos 10 maiores goleadores em 2021

Ronaldo e André Silva na lista dos 10 maiores goleadores em 2021

A saber, na lista dos 10 maiores goleadores das ligas europeias em 2021, estão dois portugueses. Decerto, Cristiano Ronaldo e André Silva, fazem parte ao lado de nomes como Messi, Lewandowski e Haaland. De acordo com o twitter Play Makers Stats, o polaco avançado do Bayern terminou o último ano com 43 golos.

Portanto, Cristiano Ronaldo é o 5º na lista dos artilheiros. A sua frente, Benzema e Haaland, com 30 e Vlahovic, com 33, além de Lewa. Decerto, Ronaldo trocou de liga ao meio do ano, na janela de verão. Antes na Juventus, o camisa 7 retornou ao Old Trafford para defender os vermelhos de Manchester. Somando os golos nos italianos (17), com os tentos nos ingleses (8), Ronaldo somou 25 nas duas equipas.

Ao total, o avançado marcou 46 gols em todo o ano de 2021. Ainda se somam aos das ligas, mais seis nas eliminatórias para a Copa do Mundo 2022, cinco golos na EURO 2021, 6 na atual edição da Champions League. Ronaldo também marcou na Supercopa da Itália (1), na Taça da Itália (2) e em amistoso com a camisa de Portugal, contra Israel (1).

André Silva as redes no top 10

Decerto, o outro português na lista dos 10+, é André Silva. O camisa 9 também trocou de equipa ao meio do ano, continuando a atuar na Bundesliga. Em suma, no Frankfurt, foram 19 golos só em 2021. Na janela de verão, o avançado se juntou ao Leipzig, onde arrematou mais cinco tentos. Por isso, os 24 golos totais o colocou na 9ª colocação na lista.

A saber, ainda se somam mais três golos na Champions League, um golo nas eliminatórias para a Copa, e mais dois tentos em amistosos com a camisola lusitana. Portanto, André fechou o ano com 30 golos.

Para 2022, a esperança é de que ambos estejam com a fome de marcar na baliza, pois os adeptos sonham em um retorno aos títulos do Manchester, e um debute do Leipzig na Alemanha. Ainda há o Mundial no fim do ano, e para que Portugal esteja lá, ambos terão de se dedicar, já que os selecionáveis estarão a disputar a repescagem pela vaga.

Foto destaque: Reprodução/