Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Simão sobre derrota: “Estou aqui para trabalhar enquanto quiserem que esteja para trabalhar”

Simão sobre derrota: “Estou aqui para trabalhar enquanto quiserem que esteja para trabalhar”

A saber, após mais uma derrota da equipe Pacense, Jorge Simão teve de arrumar novas explicações para o que aconteceu. Decerto, é o quarto resultado ruim seguido do FC Paços, o terceiro em casa. O gol do adversário, já nos descontos, marcou o pedido dos adeptos a sua saída. Simão comentou sobre o jogo e o ocorrido:

“É difícil encontrar alento da forma como perdemos. Se eu quisesse escrever um guião o mais dramático possível, não conseguiria imaginar um desfecho destes. Foi tremendamente injusto e inacreditável, mas o futebol é isto. Quando optei por fazer disto a minha vida, guiei-me por determinados princípios, que sempre estarão comigo, e um deles é nunca desistir.”

https://www.youtube.com/watch?v=0A0LaeIdMa8

Decisão de saída de Simão nas mãos da direção

Portanto, com péssimo trabalho à frente dos Castores, o comandante sabe que seu caminho não deverá ser longo no clube. Antes de chegar a sala de entrevistas, esteve com o presidente do clube. Ainda assim, confia que pode conseguir dar jeito no time ainda nesta época:

“Cruzei-me com o presidente quando vinha para a sala de imprensa, mas qualquer decisão não tem de partir do treinador. Estou aqui para trabalhar enquanto quiserem que esteja para trabalhar. Tenho princípios pelos quais me agarro na minha carreira, e que já deram frutos, e um deles é não desistir”.

Na Primeira Liga, são sete derrotas em 14 jogos, metade do que foi disputado, além de somente duas vitórias. A equipa não vence há mais de dois meses, com a sequência de quatro resultados negativos. Na época anterior, o FC Paços esteve em 5º lugar na tabela final, animando os adeptos para uma temporada tão boa quanto.

Há algumas semanas, Simão deu uma declaração que causou descontentamento. O treinador disse que não era para se acostumar com a posição da época passada, pois não era a realidade do time. Agora, em 13º lugar, com 11 pontos e perto da zona de despromoção, os pacenses se questionam se esta é a real do time para o treinador.

Foto destaque: Reprodução/FC Paços