Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Sporting de Braga queixa-se por ser o mais prejudicado nas arbitragens

Segundo o diretor-geral do Sp. Braga, o clube minhoto tem sido o «mais prejudicado pelas arbitragens», na Liga NOS, e entende que o treinador do Braga, Sérgio Conceição, foi mal expulso em Coimbra.

No jogo frente à Académica que ditou o empate a zero entre as duas equipas, Pedro Pereira afirma que «Foi o oitavo penalti não assinalado a favor do Braga e o quarto nos últimos minutos do jogo. O Braga só tem dois penaltis a favor. Não queremos que os assinalem mal, mas são oito que a crítica reconhece. A verdade é que o Braga é a equipa mais prejudicada pela arbitragem»

O dirigente continou a atacar a arbitragem: «Estão a atirar para o lado o que mais penalizou o Braga, o Sérgio Conceição e todos os nossos grandes profissionais, que foi a arbitragem e os dois pontos perdidos”, reforçou, aludindo ao trabalho de Bruno Paixão, “que, a cinco metros do lance, não viu um penalti sobre o José Luís».

Pedro Pereira, estranha também que o conteúdo dos relatórios, tenha sido revelado pelos media e diz que o grupo de trabalho do Sporting de Braga está revoltado, e lamenta que haja «quem queira continuar a brilhar depois do jogo».O responsável pelo clube minhoto, revelou que foi feita uma exposição ao Conselho de Arbitragem sobre o jogo, e disse ainda que 20 dias de suspensão para o treinador dos bracaranses «são fruto dos regulamentos e não uma pena da Comissão de Disciplina, que abriu um processo disciplinar, tal como ao presidente da Académica».

“Chegou a altura de dizer basta. Chega. Não achamos justa esta situação e da mesma forma que a Académica está estupefacta com o que está a acontecer, nós também estamos”, continuou a dizer Pedro Pereira.

Ainda assim, segundo o dirigente dos bracarenses, o clube está a fazer uma época dentro dos objectivos apesar das 8 grandes penalidades que ficaram por assinalar a favor dos minhotos: «Há alguma revolta pelo que tem acontecido, mas, ao mesmo tempo, se nos querem derrubar, só estão a dar-nos mais força para encarar de forma mais determinada os momentos decisivos que aí vêm», concluiu.