Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Sporting processa Pedro Guerra

Os leões, incomodados com algumas declarações de Pedro Guerra, alegando que muitas delas são mentira, vão processar o comentador pelas suas palavras.

No programa “Prolongamento”, da TVI 24, Pedro Guerra referiu que os leões tinham um contrato com o Fulham e Mitroglou, jogador que rumou ao Benfica. O clube de Alvalade desmente a existência desse contrato e diz que Pedro Guerra disse uma “sequência reiterada de mentiras”.

Na entrevista que Jorge Jesus deu ao jornal “Record”, no passado domingo, o técnico dos leões garantiu que nunca fez nada para que o presidente do Sporting contratasse o avançado grego, confessando ainda que o jogador nunca o entusiasmou.

Recorde-se ainda que, no programa de ontem da TVI 24, o sr. Pedro Guerra disse que Jorge Jesus teria dito em “off” aos dois jornalistas do Record (José Ribeiro e Alexandre Carvalho, autores da entrevista a Jorge Jesus que foi publicada no domingo), que “o Benfica não é comparável ao Sporting” e que “a estrutura do Sporting não existe” e ainda que “no Sporting as coisas são todas muito…” [não se percebeu onde queria chegar Pedro Guerra com esta frase].

O Record publicou uma notícia, informando aos seus leitores, que em momento algum (em “on” ou “off”), Jorge Jesus fez qualquer tipo de comparações entre o Benfica e Sporting. Os jornalistas acrescentam ainda que, Jorge Jesus não se referiu à estrutura do Sporting em “off”, sendo que a única fez que falou sobre o assunto foi em “on”: “O FC Porto tem uma estrutura de 30 anos; o Benfica tem uma estrutura de 6 anos; o Sporting tem uma estrutura que só agora está a começar a ser preparada para estes desafios…” Foram estas as palavras de Jorge Jesus sobre as esturturas, e foram em “on”.

Nem José Ribeiro nem Alexandre Carvalho conhecem ou alguma vez falaram com o sr. Pedro Guerra. Portanto, os jornalistas não entendem de onde é que surgiram as supostas ‘informações’ que o senhor em causa levou para o programa da TVI 24.

O Record desafia ainda o sr. Pedro Guerra a provar nos locais próprio a veracidade das insinuações que dirigiu aos jornalistas do jornal desportivo Record, colocando em causa o jornal e a ética dos seus profissionais.

Leia o comunicado do Sporting na íntegra:

“Teve conhecimento o Sporting Clube de Portugal de que no programa “Prolongamento”, ontem emitido na TVI, foram mais uma vez proferidas pelo comentador Pedro Guerra mentiras que visavam o Clube, na sequência, aliás, do que já vinha sendo feito noutros programas televisivos de outro canal pelo mesmo comentador.

Desta vez com a afirmação de que se encontra na sua posse um alegado contrato entre o SCP e um jogador de futebol contratado pelo SLB a uma equipa da Segunda Liga Inglesa.

O SCP anuncia que este assunto foi entregue ao Departamento Jurídico do Clube no sentido de que esta sequência reiterada de mentiras não fique sem consequências legais.”