Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Suárez procurou ajuda para perder o vício de morder

O uruguaio Luís Suárez, atual jogador do FC Barcelona, revelou esta sexta-feira, em véspera do clássico espanhol, que procurou ajuda para superar o seu hábito de morder, que lhe custou o afastamento dos relvados até amanhã (25 de Outubro), precisamente o dia do clássico entre o Real Madrid e o Barcelona.

«Penso que todas as coisas más que me aconteceram ficaram no passado. Acredito que estou no caminho certo, rodeando-me de pessoas que podem ajudar-me, com as pessoas certas», revelou o avançado que esteve suspenso durante quatro meses por ter mordido o italiano Chiellini num jogo do Mundial2014.

Para além da mordidela a Chiellini, Suárez também foi punido por também morder o ano passado o defesa do Chelsea, Branislav Ivanovic, e Otman Bakkal do PSV Eindhoven enquanto alinhava pelo Ajax.

«Cada pessoa tem uma maneira diferente de se defender. No meu caso, a pressão e a tensão revelam-se dessa forma. Há outros jogadores que reagem partindo a perna a alguém ou esmagando o nariz do rival com uma cotovelada. O que aconteceu com o Chiellini foi visto como pior. Percebo por que morder foi considerado tão grave». Contou o uruguaio.

Suárez vai regressar aos relvados amanhã, depois de quatro meses de ausência, no clássico entre Real Madrid e FC Barcelona, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid. Só resta saber se vai ser opção para o técnico dos catalães.