Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

“A INFEÇÃO POR COVID-19 COMO SE FOSSE UMA LESÃO”

“A INFEÇÃO POR COVID-19 COMO SE FOSSE UMA LESÃO”

O campeonato da Alemanha regressará a 9 de maio se o governo autorizar (decisão dia 30) e um caso de infeção por Covid-19 num elemento de uma equipa não implicará regresso a uma quarentena coletiva, estando previsto que apenas o infetado se isole por 14 dias a contar do dia do aparecimento dos sintomas – afastando-se do plantel como se se tratasse de uma mera lesão.

Ainda não há um posicionamento oficial dos organizadores sobre a matéria, mas tem sido esta a informação veiculada pelos órgãos de comunicação social na Alemanha, que garantem acesso a  um documento da federação alemã e, ademais, elencam medidas além da referida.

O que fazer em caso de uma infeção é, de qualquer forma, o tema de maior sensibilidade. No caso da Bundesliga, o tal isolamento de 14 dias do infetado terá de ser cumprido em casa ou num hotel designado pelo clube, sem contacto com o exterior e sem visitas de familiares. Na eventualidade de um familiar dum jogador, em vez deste, apresentar sintomas, o elemento da equipa deve afastar-se pelo mesmo período de tempo (neste caso para um quarto de hotel indicado pelo clube) e ficam proibidos contactos.

A Alemanha, que tem liderado a tentativa de retorno à competição – onde se regressou primeiro aos treinos e o onde campeonato, entre os principais, começará mais cedo -, tem então preparadas uma série de regras, entre as quais se destacam:

– controlo de temperaturas: todos os jogadores e restantes elementos da comitiva terão a temperatura medida duas vezes por semana, no mínimo, uma delas antes dos jogos; e devem estar em contacto permanente com o médico para relatar sintomas;
– as mudas de roupa e os banhos serão da responsabilidade dos jogadores e feitos em casa, não nas instalações do clube;
– as refeições nunca serão no refeitório do clube;
– no campo, os treinos serão com os jogadores mantendo distâncias de segurança, sem contacto físico e sem conversas próximas (as conversas de grupo serão em auditórios espaçosos e arejados);
– para os jogos fora, as equipas devem viajar num número suficiente de autocarros que permita garantir distâncias de segurança, ou usar máscaras. Os veículos devem ser desinfetados antes e depois. Nos jogos em casa os jogadores devem viajar para o campo em viaturas próprias;
– fora de casa, o tempo no balneário será reduzido e o banho será individual;
– as equipas não entrarão no relvado ao mesmo tempo, não haverá fotos de equipa ou cumprimentos.
– no banco, os suplentes respeitarão distâncias de segurança.