Jogadores PT

Anderlecht usa covid-19 como desculpa e despede treinador adjunto para “poupar dinheiro”

Pär Zetterberg, antigo médio internacional sueco, representou o emblema de Bruxelas durante 13 temporadas, somando mais de 300 jogos pelo clube que agora o despediu.

O Anderlecht anunciou, este domingo, ter demitido o sueco Pär Zetterberg, um dos treinadores adjuntos da equipa comandada por Franky Vercauteren, de forma a “poupar dinheiro” devido à crise desencadeada pela pandemia de covid-19. Governos de vários países estão a tentar travar os despedimentos neste período, como forma de defender os direitos do trabalhadores.

“Estamos a dotar o clube dos melhores meios possíveis para fazer face às enormes perdas financeiras que estamos a registar pelo facto de o campeonato estar suspenso. Por essa razão, tivemos de dispensar Pär Zetterberg, que será sempre lembrado como um colosso deste clube” justificou o Anderlecht à comunicação social belga.

Pär Zetterberg é um antigo médio internacional sueco, que, enquanto futebolista, representou o emblema de Bruxelas durante 13 temporadas, somando mais de 300 jogos pelo clube.

A liga belga está suspensa até 1 de maio, pelo menos, à semelhança da maioria dos campeonatos em todo o mundo, devido à pandemia de covid-19. O Anderlecht, comandado por Franky Vercauteren, antigo treinador do Sporting, é sétimo classificado, a 27 pontos do Club Brugge, líder destacado.