Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

O que Ronaldo ouviu nos tempos de Sporting: “Cinco são demais!”

O que Ronaldo ouviu nos tempos de Sporting: “Cinco são demais!”

Boloni lançou o craque em Alvalade e recordou esses tempos.

Laszlo Boloni está inquestionavelmente ligado à carreira de Cristiano Ronaldo. O treinador romeno lançou o craque português no Sporting e não esquece esses tempos. Em entrevista ao jornal espanhol “Marca”, voltou ao passado e contou vários episódios.

“Fui ver os juniores e pedi para ele vir para a primeira equioa, porque ele tinha um bom físico, era muito rápido e tinha uma ótima técnica”, disse. “Quando o vi em ação, decidi que não voltaria a jogar nos escalões jovens. Ele era um homem jovem. No balneário, ele era um brincalhão, mas no campo ele era uma coisa excecional. Ele tinha uma maturidade que não é normal para alguém com 16 ou 17 anos”, apontou Boloni.

O técnico comentou também a mudança no estilo de jogo de CR7. “Ele jigava como 9 na formação, mas eu decidi colocá-lo na extrema direita porque ele era jovem e leve, pesava 60 quilos e seria muito difícil para ele jogar de costas lutar com centrais de 100 quilos. Pela lateral, com velocidade e um drible fantástico, seria muito mais eficiente”, observou.

Apesar de tudo, a mudança não foi fácil. “Estou feliz com a decisão que tomei, mas no começo foi difícil. Para ele, a coisa mais importante era driblar. Ele não podia jogar sem driblar. A mnha tarefa era dizer-lhe que um drible para afastar um defensor é importante, dois também … mas cinco são demais! Tentei explicar-lhe até que ponto esses dribles eram úteis e ele, aos poucos, com sua inteligência, encontrou o caminho certo.

“Agora, com outro poder, ele joga novamente como atacante, mas com Ferguson no Manchester United ele continuou a jogar como extremo direito e ganhou sua primeira Bola de Ouro em 2008. Lembro-me que ele me convidou para a cerimônia e me agradeuceu. Foi fantástico”, rematou Boloni, 67 anos,e atualmente no Antuérpia.