Jogadores PT

Há possibilidade de jogadores do Dínamo de Kiev irem para a guerra

Ígor Surkis é presidente do Dínamo de Kiev, e foi ele quem revelou hoje, que existe uma possibilidade de os jogadores do clube serem obrigados a juntar-se às tropas para combater as milícias separatistas pró-russas no lete da Ucrânia.

À imprensa do seu país, Ígor Surkis disse que «Se algum dos nossos jogadores for notificado, estudaremos a situação do ponto de vista legal. Mas claro que, caso seja necessário, iremos todos combater».Surkis defendeu também que os seus jogadores devem ter «uma missão pacífica (…) jogar e dar esperança aos seus adeptos de que haverá paz e tranquilidade no país».

Miguel Veloso e Antunes (vindo do Málaga), são internacionais portugueses e jogam pelo Dínamo de Kiev.

Na Ucrânia serão orientados 50 mil homens nos próximos 3 meses, para combaterem os separatista pró-russos, que já confirmaram estar à espera de recrutar nos próximos dias, cerca de 100 mil homens para combater as tropas de Kiev.

Houve ameaças para alargar os ataques em todo o território de Donetsk e Lugnask, que continuam sob controlo das autoridades de Kiev.

A guerra está instalada no leste rebelde há cerca de 10 meses e o passado fim de semana foi conhecido como fim de semana sangrento, onde morreu cerca de 50 soldados civis, enquanto as negociações de paz realizadas no sábado não tiveram sucesso.