Jogadores PT

Vê como está a advogada da TVI. Uma brasa!

A advogada Suzana Garcia que tem sempre intervenções polémicas no Você na TV da TVI, decidiu publicar algumas imagens em bikini com uma grande mensagem.

“Somos todos, mas todos, independentemente da língua, raça, religião, ideologia politica ou nação… soldados aliados na mesma batalha. E, perante uma guerra, triunfam aqueles que sabem quando lutar e quando esperar. Neste momento, há soldados na linha da frente que dão a própria vida, pela nossa. É para isso que foram treinados todos estes nobres médicos, valiosos enfermeiros, incansáveis polícias e imperturbáveis militares, que avançaram dois passos à frente, guardando-nos na retaguarda. Respeitemos esse esforço, por favor”, começou por esrever.

Honremo-lo, fazendo a nossa parte. Também somos soldados nesta guerra, embora numa frente diversa. Ficar em casa, cumprir ordens, respeitar e pensar nos idosos, comprar apenas o necessário, dar a vez aos mais frágeis, proteger os nossos, mas sobretudo os outros, faz de nós verdadeiros heróis. Uma guerra é vencida pelos que partem para a dianteira. Mas também pelos que ficam na retaguarda. Pelos que curam os doentes. Mas também, pelos que não se deixam adoecer”.

“A esperança é a maior das forças humanas, se não nos deixarmos dominar pelo desespero. Meus queridos, lembrai-vos que em 876 anos de história Lusa, resistimos a invasões bárbaras, fizemos frente a outros impérios, tivemos metade do mundo nas nossas pequenas mas determinadas mãos, já passamos por duas grandes guerras, sobrevivemos à peste, superamos a varíola, vencemos o sarampo, dominamos a febre tifoide, tivemos crises económicas desafiantes, mas elas não nos tiveram a nós, portugueses”, diz.

“Eu, decidi escolher nesta fase, amarelo para tudo. E laranja, para o resto. Diz que são cores de felicidade. Nesta semana e meia, pus-me a apanhar sol no terraço (esquece lá a praia, por amor de Deus!), rebolei no jardim, plantei sementes em casca de ovo – sempre quis experimentar – decidi ler, finalmente, Proust, experimentar novas receitas, repetir outras tantas, ligar mais vezes aos meus, pintar caixas de amarelo, prega-las à parede e cultivar alfaces, decapar, pintar, respirar, treinar em casa, escutar mais, sentir melhor”,