Jogadores PT

Atualização: Aves não tem seguro de trabalho e por isso “não pode jogar nem treinar”

Estrela Costa veio a público explicar as razões que levaram ao cancelamento do treino do Aves, este domingo, e que colocam em causa o jogo frente ao Benfica. A assessora da SAD disse, em declarações à SportTV, que a apólice do seguro de acidentes de trabalho foi “cancelada por falta de pagamento” e que, em virtude disso, os jogadores “não podem jogar, nem treinar”.

“A SAD estava a fazer esforços para ultrapassar esta situação, mas hoje, por volta da hora de almoço, pedimos para serem cancelados os treinos. No dia 17 de julho de 2020, através dos Seguros Caravela, fomos notificados no sentido de nos informarem que a apólice estaria anulada. Sabemos que o regulamento das competições não permite efetuar sequer o treino ou jogo sem seguros, por causa de possível acidente de trabalho. Após isto, após reunião de urgência, não reunimos a verba para pagar os seguros e não comparecemos aos seguintes jogos e cancelámos os treinos. Isto é um motivo de força maior. Estivemos articulados com a Liga, a Liga foi incansável para ultrapassarmos esta questão, mas não seria justo para os restantes clubes acionarem seguros sem pagamento da apólice. A nossa apólice foi anulada e não podemos fazer treinos e realização dos jogos”, apontou, inviabilizando, no fundo, a ida a jogo frente a Benfica e Portimonense.

“O que acontece é que a lei é clara: o regulamento diz que não podemos treinar nem jogar se não tivermos apólice de seguros de acidente de trabalhos válida. O Aves não tem apólice e, em bom rigor, ninguém no seu perfeito juízo metia ninguém a treinar sem seguro”, acrescentou.

“Não achamos que estejam reunidas as condições também a nível desportivo. A realidade é que estamos desfalcados de jogadores e estamos muito melindrados. Temos tido rescisões. O facto de não treinarmos hoje é uma decisão da administração, em virtude da anulação da apólice dos seguros. Não podemos mesmo realizar o treino”, concluiu.