Futebol National e Internacional – Notícias, Vida e Traferências

Família do jogador do Sporting no epicentro do Covid-19!

Família do jogador do Sporting no epicentro do Covid-19!

Jogador equatoriano do Sporting sofre pelos seus à distância. A família está no epicentro da crise pandémica no Equador, e a mãe liga-lhe todos os dias mal acorda para se tranquilizarem mutuamente

O sportinguista Gonzalo Plata ganhou fôlego e uma nova vida de verde e branco nos últimos meses antes de a competição ser suspensa, mas nesta crise pandémica gerada pelo coronavírus vive inquieto e preocupado não só em manter-se saudável e livre de perigo de infeção, como também em acompanhar a sua família à distância, no Equador, e mais precisamente em Guayaquil, o epicentro da infeção naquele país (tem 71% dos casos) e de onde chegam relatos de mortos nas ruas e de insuficiência do sistema sanitário para lidar com a complicadíssima situação.

A sofrer ao longe, o avançado do Sporting contribui para colocar comida na mesa de famílias desfavorecidas de Guayaquil, não se esquecendo das suas origens pobres e das dificuldades que ele e a sua família passaram antes da carreira de futebolista lhe proporcionar uma vida melhor. O JOGO contactou, por isso, a mãe de Gonzalo Plata, Mónica Jiménez, que nos falou das boas ações do camisola 20 do Sporting, que até já perdeu um familiar (o tio) com o coronavírus, e da forma como o ajuda e aconselha apesar da ansiedade dos 8500 quilómetros que os separam.

“Graças a Deus o Gonzalo está bem porque está com ele o irmão e ajuda-o. Como mãe fico tranquila”, atira de pronto Mónica, salientando a presença do irmão mais velho, Bryan, espécie de figura paterna de Plata em Lisboa.