Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

“No Sporting não me valorizavam”

“No Sporting não me valorizavam”

Atualmente no Kasimpasa, da Turquia, Ricardo Quaresma estreou-se como profissional no Sporting, em 2001. Convidado na rúbrica «FC Porto em Casa», o internacional português recordou os tempos em Alvalade.

«O Sporting vai estar sempre comigo. Foi lá que eu fui feito e que me abriram as portas para o mundo do futebol», começou por explicar, assumindo que os primeiros tempos não foram fáceis: «Toda a gente dizia que o Lourenço, Hugo Viana e Carlos Martins iam ser o futuro. De mim, diziam que eu tinha qualidade, mas que não ia lá chegar por causa da minha cabeça. O que é certo é que consegui e mantenho-me ainda na ribalta», atirou.

Ricardo Quaresma recorda ainda os conselhos que ouviu dos jogadores mais velhos do Sporting.

«Sempre ouvi o que os mais velhos me diziam. No Sporting tinha o Bento, João Pinto, Dimas, Rui Jorge… Basicamente tinha metade da seleção portuguesa. O talento tu não compras, e acabei por me agarrar ao que eles me iam dizendo», concluiu.