Jogadores PT

“Se cada um fizer o que tem de fazer, evita-se a raiva que têm pelo Benfica”

Luisão recordou a carreira como jogador do Benfica

Ataques ao Benfica: “Ficávamos tristes, porque o futebol não precisa ser assim. Se cada um fizer o que tem de fazer, evita-se a raiva que as pessoas têm pelo Benfica. Se deixarmos isso entrar no grupo, alguns jogadores podem cair de rendimento. Acho tão… Um adepto passa a semana com tantos problemas na vida e alegria dele é ver o Benfica jogar, ter esse prazer durante 90 minutos e essas coisas externas podem colocar em causa a sua paixão. É lamentável acontecer, gostaria que não houvesse esses casos tão frequentes”

Sobre o fim da carreira: “Conversei com quem terminou antes de mim, já tinha programado encerrar aos 38 anos. Não senti nenhum vazio.. Fui informado pelo treinador [Rui Vitória] que não contava comigo, dois dias antes de ir de férias. Sim, aí senti um vazio, achava que ia voltar, que seria útil em algum momento da época. Podia nem ser convocado, mas ajudaria… Ouvir que seria o 5º ou 6º foi difícil . Mas voltei, porque as outras pessoas no clube confiavam em mim. Coloquei metas como entrar na Taça da Liga, estar na lista da Champions, mas percebi que não iria acontecer e tomei a decisão em dois dias”