Jogadores PT

Acuña poderá ser reforço para o Mónaco

Marcos Acuña, 28 anos, de volta ao radar do Mónaco. O lateral/extremo-esquerdo do Sporting está outra vez na lista de jogadores que interessam ao clube da Ligue 1 – está na 12.ª posição, com 29 pontos, menos 20 que o líder Paris Saint-Germain -, que pode avançar com proposta na última semana do mercado de transferências de inverno, janela que fecha na sexta-feira. A administração do clube do principado está na disposição de enviar proposta de mais de 10 milhões de euros, resta saber se suficiente para convencer os leões.

Em janeiro do ano passado, o Mónaco colocou-se em posição para poder atacar o internacional argentino. Acabou por não formalizar qualquer proposta, até porque não era capaz de competir com o Zenit, que enviou para Alvalade intenção de compra do passe do jogador por €16 milhões de euros, mais €4 M por objetivos – o leão recusou, tal como disse não à intenção do Boca Juniors, que acenou com €15 M para tentar o que seria a mais cara compra por parte de um clube argentino.Marcos Acuña acabou por não ir nem para a Rússia, nem para a Argentina… nem para França. Mas  os monegascos não se esqueceram do camisola 9 dos verdes e brancos e nesta fase final do mercado de inverno ponderam voltar à carga para fazer a vontade ao treinador espanhol Robert Moreno, que aprecia as qualidades do sportinguista.Em Alvalade, é do domínio público, as dificuldades financeiras existem, mas €10 milhões não serão suficientes para convencer os administradores do emblema verde e branco, que estão disponíveis para conversar sobre Acuña – resta saber quanto acima dos €10 M o Mónaco poderá subir, se efetivamente enviar a proposta.Insatisfeito com o momento em Alvalade está o jogador. Porque não gostou que a administração do Sporting tivesse recusado proposta do Inter, que previa cedência até final da época, com taxa de €1 M e opção de compra de €10 M; porque continua sem a revisão contratual com melhoria salarial que lhe foi prometida aquando da nega ao Zenit há um  ano. Castigado para o jogo de amanhã, com o Marítimo – 5.º cartão amarelo na Liga -, ontem o jogador surgiu no boletim clínico com uma amigdalite, depois de se ter recusado a jogar com o V. Setúbal.