Futebol Nacional e Internacional – Notícias, Vida e Transferências

Vende trofeu do Mundial de 1970 para comprar cocaína

«Eu precisava de droga. Você perde a noção total do que está fazendo. Você não tem equilíbrio», foram estas as palavras de Cajú, aos 65 anos, em entrevista à televisão brasileira Globo.

O antigo futebolista brasileiro, Paulo Cézar Cajú, fez parte da seleção que venceu o mundial de 1970 no México, e revelou que vendeu a medalha coquistada e a miniatura em ouro do troféu Jules Rimet para comprar cocaína…

Jogava na posição de médio ofensivo e representou equipas como o Botafogo, Flamengo, Fluminense, Grémio de Porto Alegre e os franceses do Marselha.

Cajú diz já estar “livre” da droga há 15 anos, e lamenta o que fez para conseguir cocaína: «Jamais eu teria de negociar e vender uma medalha tão preciosa! É uma perda enorme…».